JF Máquinas

LINHA DE PRODUTOS

Engenheiro Agrônomo, a profissão!

11/10/2019

 

Designed by Freepik

 

No dia 12 de Outubro, comemoramos no Brasil, o Dia do engenheiro Agrônomo. Essa é uma das profissões mais importantes dentro da cadeia do agronegócio, a maior força da economia brasileira e exemplo de pujança para o mundo todo.

 

Parabenizamos  e reconhecemos esse profissional que tanto contribui para o crescimento da economia do nosso país e para o agronegócio.

 

Mas você sabe o que é ser engenheiro agrônomo?

 

O Engenheiro agrônomo é um profissional com formação superior que atua em diversas áreas, como por exemplo engenharia rural, meio ambiente, fitotecnia, fitossanidade, zootecnia, solos, mecanização, economia, agroindústria, clima, culturas, rebanhos  e agricultura em geral, dentre outros.

 

Em resumo, este profissional atua com planejamento, pesquisa, supervisão e aplicação de processos de produção agrícola e combina várias áreas do conhecimento.

 

Segundo a ESALQ – USP, um dos mais importantes cursos de agronomia do mundo, “o engenheiro agrônomo atua em todas as etapas do processo de produção agrícola, desde o planejamento até o processamento e a comercialização de produtos de origem animal e vegetal, respeitando o manejo e uso sustentável dos recursos naturais. É responsável pelo ensino, pesquisa, transferência de tecnologia e gerenciamento de atividades nas áreas de biotecnologia, agroindústria, engenharia de biossistemas e economia agrícola.”

 

Com o crescimento do agronegócio brasileiro e sua importância dentro da economia brasileira e mundial, esse setor é o responsável por prover alimentos para o mundo, daí se percebe a importância do desenvolvimento do agronegócio.

 

Devido ao avanço tecnológico no campo e a crescente demanda internacional por produtos brasileiros, as atividades de engenharia agrônoma e área correlatas tem crescido em importância dentro das propriedades e indústrias para o desenvolvimento e tecnificação do setor.

 

Para ser engenheiro agrônomo é indicado ter um bom entendimento com números, gostar de atividades ao ar livre, em especial no campo, muita disposição para trabalhar inclusive em dias de baixas e altas temperaturas bem como sob chuva. Esse alerta é importante porque muitos profissionais irão trabalhar diretamente no campo, atuando em fazendas, pequenas propriedades, cooperativas agrícolas e ligadas a pecuária, mas também poderá atuar em empresas, indústrias, instituições financeiras, instituições de pesquisa e demais áreas ligadas a atividade rural.

 

Segundo o portal InfoEscola Profissões, esse profissional, em geral, desempenha as seguintes atividades:

 

- estuda, pesquisa e aperfeiçoa a evolução genética das espécies vegetais, e pesquisa as enfermidades e as plantas em geral.

- faz investigações sobre cultivos agrícolas e pastagens, e elabora novos métodos de produção ou aperfeiçoa os já existentes.

- orienta a técnica agrícola: semeadura, plantio, adubação, melhoramento e aumento das espécies vegetais, colheita, armazenamento, combate às pragas, rendimento de produtos, reflorestamento, processos de irrigação e drenagem, regulagem das águas por meio de diques, barragens e canais.

- orienta e estuda a qualidade e o tratamento do solo.

- planeja a execução de construções rurais (edifícios agrícolas) e instalações de indústrias rurais.

- estuda métodos de prevenção de doenças das plantas.

- observa a adaptação dos cultivos às diferentes terras e climas.

- colabora com outros técnicos na construção de estradas e vias rurais.

 

Importante lembrar que a profissão de Engenheiro Agrônomo, assim como as demais profissões, passa por constantes modificações devido a tecnologia, por isso, é necessário que este profissional se adapte as novas tecnologias e esteja atento as informações do setor e as atualizações dos segmentos ligados ao desenvolvimento rural.

 

 

Fonte: ESALQ-USP, CREA-SP e Portal InfoEscola Profissões